Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Fizemos a nossa parte’, diz Bolsonaro sobre Manaus

Bolsonaro tenta conter tendência de baixa na bolsa de valores do Brasil
COMPARTILHE

“Nós fizemos a nossa parte, com recursos, meios”, diz o presidente Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta sexta-feira (15), que o governo federal “fez a sua parte” para conter o colapso no sistema de saúde de Manaus, capital do Amazonas

Em conversa com apoiadores na frente do Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro declarou:  

“A gente está sempre fazendo o que tem que fazer, né? Problema em Manaus: terrível o problema lá, agora nós fizemos a nossa parte, com recursos, meios.” 

Bolsonaro disse que as Forças Armadas deslocaram um hospital de campanha para o Estado. 

O chefe do Executivo também afirmou que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, providenciou oxigênio depois da visita que fez ao Amazonas e orientou o “tratamento precoce” da infecção por coronavírus

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
3 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Pedro
Pedro
1 mês atrás

Será que o GOVERNAOR E PREFEITOS DO ESTADO DO AMAZONAS fizeram a parte deles??? Cadê a DINHEREMA ENVIADA PELO GF PARA O COMBATE A COVID?? Será que FIZERAM O TRATAMENTO PRECOCE, conforme orientação do Ministério da Saúde???

Luiz Neto
Luiz Neto
Responder  Pedro
1 mês atrás

Provavelmente não. O Governo Federal enviou R$ 8,9 bilhões para o Estado do Amazonas.

Carmo
Carmo
1 mês atrás

Pelo tempo que passou desde que se iniciou essa “pandemia” e pela quantidade de dinheiro que foi despejado nos estados, era para estar sobrando leitos em todos os estados. Mas os desvios foram muito grandes. Como não temos uma justiça eficiente, os governadores não são cobrados.