Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Flávio Bolsonaro acusa Wilson Witzel de ingratidão

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Flávio Bolsonaro acusa Wilson Witzel de ingratidão
COMPARTILHE

“É uma narrativa que beira a traição”, disse Flávio sobre o posicionamento do governador do Rio.

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) classificou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), como um “ingrato”.

De acordo com Flávio, as frequentes críticas de Witzel ao governo Jair Bolsonaro e a sua intenção declarada de candidatar-se à Presidência em 2022 são características de um comportamento que “beira a traição”.

Em entrevista publicada no jornal O Globo, nesta sexta-feira (25), o senador voltou atrás na ordem de desfiliação de políticos do PSL que permanecessem no governo, mas teceu duras críticas a Witzel:

“Witzel diz que não contou com o nosso apoio para se eleger, mas, na campanha, me procurou pedindo que assinasse uma autorização para poder divulgar fotos ao meu lado. Eu atendi. Não me arrependo, mas esperava mais consideração. Só existe uma palavra para isso: ingratidão. Ele é ingrato ao dizer que não se elegeu com o apoio de Bolsonaro. É uma narrativa que beira a traição.”

Flávio negou que o pai, Jair Bolsonaro, tenha influenciado ou determinado a ruptura com Witzel:

“Coube a mim, como presidente estadual do partido, tomar uma atitude. Witzel está há pouco tempo na cadeira e anuncia que quer assumir a Presidência da República, quando, sabidamente, há a candidatura à reeleição do atual presidente. O Rio não pode se dar ao luxo de brigar neste momento. Witzel tem que botar o Rio à frente dos interesses pessoais.”

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.