Flavio Rocha condenado por injúria por denunciar ‘visão marxista’

O pré-candidato Flávio Rocha deverá pagar R$ 153,7 mil de multa por acusar, em 2017, a procuradora Ileana Neiva Mousinho de perseguição com base em “visão marxista”.

A Justiça Federal no Rio Grande do Norte condenou por injúria o pré-candidato à Presidência Flavio Rocha (PRB).

O juiz Walter Nunes da Silva Júnior determinou ainda que pré-candidato à Presidência da República pague multa de R$ 153,7 mil a uma procuradora do Trabalho.

Flávio Rocha se desculpou depois e, na sentença, foram descartados crimes de calúnia e de coação no curso do processo.

 

Com informações do Estadão
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia