Flávio Rocha doou dinheiro para alvos da operação Lava Jato

Dono da Riachuelo e pré-candidato à Presidência, o empresário Flávio Rocha doou quase R$ 600 mil a políticos e partidos envolvidos em acusações de corrupção ou caixa dois.

O pré-candidato à Presidência da República Flávio Rocha (PRB) se diz um entusiasta da maior operação anticorrupção do país. Evangélico de discurso moralizador, ele classifica a Lava Jato como “uma bênção” para vida nacional.

Mas até bem pouco tempo atrás, Flávio era um homem que tinha fé nos políticos. Nas últimas quatro eleições dinheiro seu e de suas empresas patrocinaram candidatos. Muitos deles foram parar na mira da Lava Jato.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

No total, Rocha e seu grupo empresarial gastaram R$ 585 mil com políticos e legendas envolvidos em acusações de corrupção ou caixa dois.

Entre suas apostas eleitorais estiveram Henrique Eduardo Alves (MDB-RN), Rodrigo da Rocha Loures (MDB-PR), José Agripino Maia (DEM-RN) e Paulo Skaf (MDB-SP).

Os repasses foram feitos por meio das empresas Guararapes Confecções e Lojas Riachuelo S/A, presididas por Rocha, e em doações pessoais do próprio empresário. Todas as contribuições foram registradas na Justiça Eleitoral.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia