Português   English   Español

FMI diz que inflação na Venezuela pode chegar a 1 milhão por cento

finlacano

Fundo Monetário Internacional compara situação da Venezuela com a enfrentada pela Alemanha em 1923 e pelo Zimbábue no fim dos anos de 2000.

A ditadura socialista de Nicolás Maduro redefine a cada ano o conceito de “catástrofe absoluta”, conseguindo elevar inflação venezuelana à estratosfera.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estimou nesta segunda-feira (23) que a inflação anual na Venezuela pode chegar a 1 milhão por cento (1.000.000%) em 2018.

O FMI prevê que o colapso econômico da Venezuela tenha impactos nos países vizinhos.

Segundo o diretor do departamento do Hemisfério Ocidental da instituição, Alejandro Werner, a hiperinflação somada à crise das atividades econômicas e à crescente deterioração ao acesso a bens públicos, assim como a escassez de alimentos, impulsionam o fluxo migratório de venezuelanos.

De acordo com informações da DW:

A instituição estima ainda que a economia venezuelana deve sofrer uma retração de 18% neste ano e 5% em 2019, três pontos percentuais a mais para 2018 e um a menos para o ano seguinte do que o calculado em abril.

O colapso da Venezuela puxou para baixo a perspectiva de crescimento na América Latina e Caribe, que foi estimada em 1,6% neste ano, quatro décimos a menos do que o previsto em maio. Sem considerar o país, a região deve ter um crescimento de 2,3% em 2018 e 2,8% em 2019.

Deixe seu comentário

Veja também...