Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

FMI rejeita desconto em empréstimo à Argentina

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Argentina quer reduzir maioridade penal para 15 anos

“Não podemos tomar medidas que possam ser possíveis para outros sem essa grande responsabilidade global”, diz diretora-gerente do FMI.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) não oferecerá um desconto em seu empréstimo à Argentina

Em entrevista à agência Bloomberg, neste domingo (16), a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, declarou:

“Nossa estrutura legal é tal que não podemos tomar medidas que possam ser possíveis para outros sem essa grande responsabilidade global.”

Questionada sobre a “profunda reestruturação da dívida” proposta pelo ministro da Economia, Martín Guzmán, a executiva do FMI declarou:

“Entendemos a necessidade de analisar cuidadosamente o ônus da dívida. É trabalho do governo, não do FMI. […] Em termos gerais, apoiamos muito o compromisso deste governo de estabilizar a economia e retornar ao crescimento.”

Uma missão técnica do FMI está em Buenos Aires, onde se reunirá com autoridades do governo do presidente Alberto Fernández até 19 de fevereiro para avaliar a sustentabilidade da dívida do país.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email