PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

‘Foi decretada a ditadura da toga’, diz autor da CPI

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O senador Alessandro Vieira protocolou o pedido de instauração da CPI Lava Toga nesta terça-feira (19).

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende investigar os Tribunais Superiores foi protocolada nesta terça-feira (19) pelo senador Alessandro Vieira (PPS-RS).

Apelidada de “Lava Toga”, a CPI tem amplo apoio popular, mas vem levantando dúvidas nas lideranças do Congresso Nacional.

Após a entrega do documento, o parlamentar criticou as ações da Corte:

“Essa investigação aberta pelo ministro Toffoli não tem previsão legal. É o AI-5 do Supremo. Foi decretada a ditadura da toga”, disse o parlamentar sobre o inquérito aberto pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, sobre supostas fake news e calúnias contra magistrados.

“Eu faço o que eu quero, investigo o que eu quero, respondo a quem eu quero. E você fique aí, no seu lugar, esperando para ver se vai chegar a sua vez”, ironizou Vieira, simulando a declaração de um suposto ministro.

O senador também afirmou que o intuito da CPI é manter o equilíbrio entre os poderes e não a extinção do STF.

“Ninguém está defendendo o fim do STF, nem qualquer ato arbitrário, só estamos trabalhando com o que está na legislação. Se senadores e a sociedade assim entendem que esses fatos devam ser apurados a CPI deve ocorrer”, declarou Vieira, segundo o Pleno.News.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.