Português   English   Español

Folha pede que Polícia Federal investigue ameaças a profissionais

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O jornal considera haver indícios de uma ação orquestrada com tentativa de constranger a liberdade de imprensa.

O jornal Folha de S. Paulo entrou com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira (23) solicitando à Polícia Federal que instaure inquérito para apurar ameaças contra uma jornalista e um diretor da empresa.

Os ataques começaram após a publicação da reportagem “Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp”, na quinta-feira (18).

A autora da reportagem, Patrícia Campos Mello, segundo o jornal, recebeu centenas de mensagens nas redes sociais das quais participa e por e-mail.

Entre sexta-feira (19), dia seguinte à publicação, e esta terça (23), um dos números de WhatsApp mantidos pelo jornal recebeu mais de 220 mil mensagens de cerca de 50 mil contas do aplicativo.

Para Emmanuel Colombié, diretor do escritório da RSF (Repórteres Sem Fronteiras) na América Latina, “os ataques do candidato Jair Bolsonaro e de seus apoiadores contra o jornal Folha de S.Paulo são inaceitáveis e indignos de um partido que pretende governar o país”.

Nesta quarta-feira (24), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) voltou a citar a Folha em uma mensagem publicada nas redes sociais, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte Folha

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...