Fonte confirma veracidade de polêmicos e-mails do filho de Biden

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Um dos nomes presentes nos e-mails corroborou a veracidade das mensagens.

Um dos nomes presentes em e-mails envolvendo o empresário Hunter Biden corroborou a veracidade das mensagens, que parecem apontar para um pagamento para o ex-vice-presidente Joe Biden como parte de um acordo com uma empresa de energia da China.

Um e-mail, datado de 13 de maio de 2017 e obtido pela emissora Fox News, inclui uma discussão sobre “pacotes de remuneração” para seis pessoas em um acordo comercial com a agora falida  empresa de energia CEFC China Energy Co.

No início da semana, a RenovaMídia falou sobre um e-mail de agosto de 2017, revelado pelo jornal New York Post, que mostra que Hunter estava recebendo uma taxa anual de US$ 10 milhões de um bilionário chinês, que foi, posteriormente, acusado de corrupção.

O bilionário, chamado de Ye Jianming, era presidente do conglomerado CEFC China Energy Co.

O montante milionário recebido por Hunter Biden aconteceu durante o período em que seu pai, Joe, estava ocupando a cadeira de vice-presidente dos EUA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.