Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Forças Armadas não pertencem ao governo, diz Barroso

Barroso vê ‘ataque criminoso’ contra Moro e Dallagnol
Imagem: Lula Marques / AGPT
COMPARTILHE

“Evitar a contaminação das Forças Armadas no varejo da política é uma missão”, diz Barroso.

Após assumir o cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, falou pela primeira vez à imprensa.

Em entrevista¹ coletiva, na manhã desta terça-feira (26), o ministro disse não acreditar que o Brasil viva um momento de instabilidade institucional.

Barroso, no entanto, disse que as manifestações recentes, em Brasília, rotuladas pelo establishment como “antidemocráticas”, acenderam um “sinal de alerta”.

O magistrado pediu para as Forças Armadas evitarem a “contaminação” no “varejo da política”:

“Evitar a contaminação das Forças Armadas no varejo da política é uma missão de todos os democratas.”

E acrescentou:

“O fato de haver militares no governo não faz do governo um governo das Forças Armadas, porque as Forças Amadas não pertencem a governo. E quem quer que seja das Forças Armadas e esteja no governo desempenha uma função civil.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários