Forças de segurança do Egito matam 14 jihadistas no Sinai

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Forças de segurança do Egito mataram 14 jihadistas em confronto na turbulenta região do norte do Sinai.

Os extremistas islâmico estavam sob vigilância antes que as forças do Egito invadissem seu esconderijo na cidade de El Arish.

Um tiroteio de várias horas terminou com oito jihadistas mortos, segundo o ministério do Interior egípcio, que não revelou a data do confronto. Outros seis tentaram fugir, mas morreram durante a perseguição policial.

Os terroristas estavam envolvidos com o planejamento de ataques contra “instalações importantes e vitais” das Forças Armadas e da polícia.

O Egito enfrenta há vários anos uma insurgência no norte do Sinai, que começou com a derrubada militar em 2013 do presidente islamita Mohamed Mursi.

Centenas de policiais e soldados morreram desde então em ataques de extremistas islâmicos, registra a agência “AFP“.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.