Foro de São Paulo culpa EUA por prisão preventiva de Rafael Correa

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Evo Morales, Nicolás Maduro e Lula denunciaram a prisão preventiva declarada pela Justiça do Equador contra o ex-presidente Rafael Correa.

O líder boliviano, Evo Morales, rejeitou a ordem de prisão preventiva contra o ex-mandatário equatoriano Rafael Correa e denunciou uma suposta “ingerência” dos Estados Unidos nesse pedido.

‘Rejeitamos a solicitação da Procuradoria Geral do Equador de prisão preventiva contra o ex-presidente desse país, Hno. @MashiRafael’, escreveu Morales no Twitter.

O protoditador da Bolívia também denunciou uma suposta “politização da justiça equatoriana e ingerência dos EUA”, no que considerou uma tentativa para “encarcerar um inocente”.

A Procuradoria Geral do Equador solicitou na terça-feira (3) prisão preventiva contra Correa, por vínculo em um caso sobre uma tentativa de sequestro na Colômbia de um ex-legislador equatoriano em 2012.

Pelo Twitter, o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, criticou a ação judicial contra o esquerdista Correa.

“Primeiro Cristina. Depois Lula. Agora Rafael Correa. Parem a perseguição contra os líderes autênticos da nossa América”, declarou o chavista.

O estagiário que gerencia a conta do Twitter do presidiário Luiz Inácio Lula da Silva também aproveitou para deixar sua indignação com a prisão de Correa.

Com informações do BOL

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as últimas notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque