Foro de São Paulo culpa EUA por prisão preventiva de Rafael Correa

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Evo Morales, Nicolás Maduro e Lula denunciaram a prisão preventiva declarada pela Justiça do Equador contra o ex-presidente Rafael Correa.

O líder boliviano, Evo Morales, rejeitou a ordem de prisão preventiva contra o ex-mandatário equatoriano Rafael Correa e denunciou uma suposta “ingerência” dos Estados Unidos nesse pedido.

‘Rejeitamos a solicitação da Procuradoria Geral do Equador de prisão preventiva contra o ex-presidente desse país, Hno. @MashiRafael’, escreveu Morales no Twitter.

O protoditador da Bolívia também denunciou uma suposta “politização da justiça equatoriana e ingerência dos EUA”, no que considerou uma tentativa para “encarcerar um inocente”.

A Procuradoria Geral do Equador solicitou na terça-feira (3) prisão preventiva contra Correa, por vínculo em um caso sobre uma tentativa de sequestro na Colômbia de um ex-legislador equatoriano em 2012.

Pelo Twitter, o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, criticou a ação judicial contra o esquerdista Correa.

“Primeiro Cristina. Depois Lula. Agora Rafael Correa. Parem a perseguição contra os líderes autênticos da nossa América”, declarou o chavista.

O estagiário que gerencia a conta do Twitter do presidiário Luiz Inácio Lula da Silva também aproveitou para deixar sua indignação com a prisão de Correa.

Com informações do BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.