- PUBLICIDADE -

França planeja liberar cidadãos do confinamento por etapas

França começa a prender e multar quem desrespeitar confinamento
Imagem: AP Photo/Christophe Ena

- PUBLICIDADE -

“Será um longo combate, que implicará em notícias ruins e decepções”, diz premiê francês.

Edouard Philippe, primeiro-ministro da França, anunciou, nesta quarta-feira (1º), que o fim do isolamento não será realizado simultaneamente em todo o país.

De acordo com Philippe, o processo de volta à normalidade após a pandemia do novo coronavírus deve durar meses, ocorrendo aos poucos e por etapas. 

A população da França está em confinamento obrigatório desde o dia 17 de março, uma medida já prorrogada pelo governo Emmanuel Macron ao menos até 15 de abril. 

De acordo com o portal RFI, o premiê Philippe declarou:

“Pedimos para várias equipes trabalharem sobre essa questão estudando a oportunidade e a possibilidade de um desconfinamento que será regionalizado, que obedecerá a uma política de testes, em função, talvez, das faixas etárias. Será um longo combate, que implicará em notícias ruins e decepções.”

A estratégia utilizada pelo governo francês é inédita já que, segundo Philippe, “nunca se confinou tanta gente assim”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -