- PUBLICIDADE -

França quer reforçar fronteiras e expulsar radicais islâmicos

Após permitir a entrada indiscriminada de centenas de milhares de imigrantes ilegais nos últimos anos, o governo da França agora quer reforçar o controle das suas fronteiras. O ministro do Interior, Gérald Darmanin, afirmou, nesta segunda-feira (2), que seu país reforçará o controle de fronteiras e expulsará os estrangeiros suspeitos de fundamentalismo islâmico. A decisão ocorre após a série de ataques terroristas que o país sofreu em apenas um mês. Em entrevista à emissora BFMTV, Darmanin disse que 16 radicais islâmicos foram expulsos e que pediu a detenção de outros estrangeiros em situação irregular sobre os quais haja o mesmo tipo de suspeita. O ministro insistiu que as fronteiras serão "mais bem controladas", sem dar detalhes de como o procedimento será executado.

Ministro francês insistiu que as fronteiras serão "mais bem controladas".

- PUBLICIDADE -

Após permitir a entrada indiscriminada de centenas de milhares de imigrantes ilegais nos últimos anos, o governo da França agora quer reforçar o controle das suas fronteiras.

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, afirmou, nesta segunda-feira (2), que seu país reforçará o controle de fronteiras e expulsará os estrangeiros suspeitos de fundamentalismo islâmico.

A decisão ocorre após a série de ataques terroristas que o país sofreu em apenas um mês.

Em entrevista à emissora BFMTV, Darmanin disse que 16 radicais islâmicos foram expulsos e que pediu a detenção de outros estrangeiros em situação irregular sobre os quais haja o mesmo tipo de suspeita.

O ministro insistiu que as fronteiras serão “mais bem controladas”, sem dar detalhes de como o procedimento será executado. 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -