França sofre com número crescente de favelas

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Como ocorreu em outros lugares do mundo, as favelas francesas começaram a se tornar um problema cotidiano em função da rápida urbanização que se seguiu ao final da Segunda Guerra Mundial.

A mecanização nos campos acelerou o êxodo rural e, no caso da França, esse movimento foi acompanhado pelo afluxo de imigrantes vindos das colônias mantidas pelo país no norte africano.

Hoje, embora ainda haja africanos, a população majoritária nas favelas vem de dentro da própria Europa – em geral, ciganos oriundos de países como a Romênia, Bulgária e Ucrânia, particularmente após o fim do bloco socialista e a ampliação da União Europeia, facilitando o trânsito de cidadãos do Leste Europeu para as nações ocidentais.

Sem uma solução definitiva para o problema da falta de alojamento, muitas famílias optam por viver em péssimas condições nas ruas da França, o que está levando ao crescimento no número de favelas no país.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo
SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...