Português   English   Español

Funcionário que vazou telegrama sobre Bolsonaro pode ser exonerado

A cúpula do Ministério das Relações Exteriores identificou um oficial do Itamaraty como responsável pelo vazamento do telegrama ao jornal Folha de São Paulo.

O telegrama de autoria do embaixador Carlos Henrique Cardim abordou a disputa entre o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e sua ex-mulher Ana Cristina Valle pela guarda do filho Renan.

O funcionário responderá a um processo disciplinar e corre risco de ser exonerado do serviço público, segundo informações de O Antagonista.

Na noite de terça-feira (25), o jornal Folha de S. Paulo publicou uma matéria afirmando que a ex-esposa de Jair Bolsonaro havia sido ameaçada de morte pelo deputado federal anos atrás.

Ana Cristina Valle desmentiu a informação e acusou a Folha de produzir um jornalismo “sujo”, conforme publicado pela Renova Mídia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter