Funcionário vítima de lesão cerebral em embaixada dos EUA na China

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A embaixada dos Estados Unidos na China emitiu nesta quarta-feira (23) um alerta de saúde depois que um de seus funcionários foi vítima de uma lesão cerebral.

O caso é bastante semelhante aos misteriosos problemas auditivos sofridos por diplomatas americanos em Cuba, que aconteceu alguns meses atrás e gerou tensão diplomática entre os dois países.

As autoridades americanas e chinesas estão investigando o caso dessa pessoa, que trabalhava na metrópole de Guangzhou e sofreu lesão cerebral traumática leve (TCE), de acordo com Jinnie Lee, porta-voz da embaixada.

O alerta de saúde foi enviado por e-mail aos cidadãos americanos que vivem na China. A embaixada alega desconhecer a causa desses sintomas e se há outros casos semelhantes de seus cidadãos no país asiático.

De acordo com informações do BOL:

O funcionário afetado “relatou recentemente sensações de ruídos difusos, sutis, mas anormais”.

“O governo leva muito a sério este alerta e informou seu pessoal diplomático na China sobre esse incidente”, escreveu a embaixada na mensagem.

O funcionário sofreu “certos sintomas físicos” entre o final de 2017 e abril de 2018, indicou Jinnie Lee, porta-voz da embaixada. Ao retornar aos Estados Unidos, o TCE foi diagnosticado em 18 de maio.

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações