Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Futura ministra defende ‘contrarrevolução cultural’ para combater o abuso

Futura ministra defende 'contrarrevolução cultural' para combater o abuso
COMPARTILHE

A futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro defendeu, nesta terça-feira (11), o que ela chamou de “contrarrevolução cultural”.

A pastora Damares Alves declarou:

No momento em que coloco a menina igual o menino na escola, o menino vai pensar: ela é igual, então pode levar porrada. Não, a menina é diferente do menino. Vamos tratar meninas como princesas e meninos como príncipes.

Após ser questionada sobre as denúncias de abuso sexual praticado pelo médium João de Deus, a futura ministra disse que é necessária uma contrarrevolução cultural para combater o abuso:

Nós vamos ter que cuidar da mulher na infância, na escola. O menininho de 3 anos vai aprender que a menininha merece ganhar flores. O menininho de 7 anos vai poder levar chocolate para a menina porque a menina é especial.

Adaptado da fonte Folha

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários