Português   English   Español

Futuro ministro da Cidadania promete pente-fino na Lei Rouanet

O futuro ministro da Cidadania, deputado Osmar Terra (MDB-RS), defendeu a realização de um “pente-fino” na Lei Rouanet.

A legislação em questão permite a dedução de imposto de renda (IR) de pessoas física e jurídica para o apoio a atividades culturais. Em 2017, foram arrecadados R$ 1,156 bilhão por meio da Lei Rouanet, de acordo com o Ministério da Cultura.

O emebista Osmar Terra foi indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (28) para ocupar o Ministério da Cidadania, que reunirá as atuais pastas da Cultura, Esporte e do Desenvolvimento Social.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o futuro ministro foi questionado sobre a Lei Rouanet:

Ela precisa de uma auditoria. Tem que fazer um pente-fino na Lei Rouanet para ver como é que foi gasto esse dinheiro esses anos todos.

Osmar Terra continuou fazendo um apurado do que aconteceu nos últimos anos através da Rouanet:

Tem artistas que são famosos que nem precisavam de Lei Rouanet, que só o nome deles já daria grandes bilheterias, grande audiência, que estavam lá pegando milhões da Lei Rouanet, enquanto artistas que estão começando, artistas populares e tal, não tinham acesso à Lei Rouanet, tinham dificuldade de conseguir patrocinadores.

E acrescentou:

As empresas acabam dando dinheiro para quem tem mais prestígio. Então artistas que já são mais conhecidos têm uma possibilidade imensa de ter recursos da Lei Rouanet.

 

Adaptado da fonte G1

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter