PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Fux alerta contra ‘instalação no Brasil de atos de terrorismo’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“É o germe inicial da instalação no Brasil de atos de terrorismo contra a Corte”, disse Fux.

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, votou a favor da legalidade da portaria que instaurou o inquérito das fake news.

Ao anunciar seu voto, nesta quarta-feira (17), Fux destacou que os atos cometidos contra o STF são gravíssimos e abomináveis, como se fossem o “germe do terrorismo”:

“É o germe inicial da instalação no Brasil de atos de terrorismo contra a Corte, visando a levar o terror, no afã de fazer com que os juízes percam aquilo que é a essência de sua jurisdição, que é a sua independência.”

O magistrado acrescentou:

“Se houvesse uma inação do Supremo Tribunal Federal, estaríamos capitulando. Temos que matar no nascedouro esses atos abomináveis que têm sido praticados contra o Supremo.”

Fux afirmou que o inquérito investiga atos praticados são gravíssimos à dignidade da Corte e da Democracia:

“Estamos aferindo atos gravíssimos que se enquadram no Código Penal, na Lei de Segurança Nacional, na Lei de Organizações Criminosas e são atos equiparados ao terrorismo.”

Oito dos 11 ministros já votaram a favor da validade do inquérito, isto é, já existe maioria. 

Faltam agora os votos de Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Dias Toffoli. O julgamento será retomado na sessão desta quinta.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.