Garota morre nos EUA após ser infectada com ameba ‘come cérebros’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O micro-organismo ‘Naegleria fowleri’ vive em ambientes úmidos, mas infecções são raras.

A família de Lily Mae Avant confirmou a morte da menina de 10 anos que se tratava de uma “meningoencefaliete amebiana primária”.

A rara doença é originada com uma ameba que pode atacar o tecido do cérebro humano. O organismo entrou no corpo da garota quando nadou em um lago no Texas, nos Estados Unidos.

A ameba é presente em águas doces e mornas, mas infecções são raras. Quando isso ocorre, segundo o site G1, é porque o micro-organismo entrou no corpo pelo nariz.

Popularmente se diz que a ameba parasita “come cérebros”, mas o organismo se alimenta principalmente de bactérias presentes na água.

Acontece que, após ela entrar no corpo humano, como a ameba não encontra os nutrientes necessários para viver, acaba atacando células do cérebro em busca de nutrientes.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.