Garotas obrigadas a comprovar virgindade no Afeganistão

Idiomas:

Português   English   Español
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

As mulheres do Afeganistão – país de maioria muçulmana – devem permanecer virgens até o casamento. A virgindade de uma mulher é considerada um bem valioso, um símbolo de recato e pureza.


Apesar da inexistência de estatísticas oficiais no Afeganistão, indícios sugerem que os testes de virgindade são bastante comuns.

Algumas mulheres já teriam tido de passar por vários testes. Os exames, frequentemente realizados sem consentimento, têm sido classificados por críticos de desumanos e ineficazes na proteção da dignidade da mulher.

Estudos também desacreditam a prática. A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que “não há espaço para testes de virgindade, já que eles não têm validade científica”.

Mulheres acusadas de fazer sexo antes do casamento estão sujeitas a humilhações públicas e prisão. Algumas são alvos dos chamados assassinatos pela “honra”.

O exame é frequentemente ordenado por promotores e autoridades de fiscalização da lei, nos casos em que mulheres são acusadas de “crimes morais”.

A prática estimulou o surgimento de negócios ilegais que prometem “restaurar a virgindade”, mediante a reparação do hímen. Esse procedimento, além de ilegal e invasivo, pode ser perigoso e caro.

 

Com informações de: (1)

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...