General da Líbia liberta ‘último bastião’ de extremistas islâmicos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Após três anos de assédio, as forças do general Khalifa Haftar “libertaram” a cidade de Derna, na costa leste da Líbia, de extremistas islâmicos.

A vitória foi anunciada por Haftar em um discurso televisivo nesta sexta-feira (29).

“Comunicamos com grande orgulho a libertação da cidade de Derna”, disse o general, que controla a parte oriental do país e comanda um conjunto de milícias chamado Exército Nacional Líbio, principal força armada da nação africana.

Segundo Haftar, Derna era o “último bastião dos terroristas” no leste da Líbia.

Chamado pela imprensa local de “senhor da guerra”, o general lidera as forças contrárias ao Islã político e conta com apoio do Egito e dos Emirados Árabes Unidos, além de ter diversos poços de petróleo sob seu controle.

Ex-aliado de Muammar Kadafi, morto em 2011, Haftar ajudou o futuro ditador a derrubar o rei Idris, em 1969, mas rompeu com o coronel em 1987.

Ele deve ser candidato nas eleições previstas para dezembro, fruto de um acordo com o primeiro-ministro de união nacional Fayez al Sarraj, que governa a parte ocidental da Líbia.

Nesta sexta, as forças de Haftar também alertaram que não permitirão a presença militar estrangeira no país para combater o tráfico de seres humanos, em um claro recado à Itália.

 

Com informações de Isto É

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.