- PUBLICIDADE -

General Mourão responde às críticas da grande mídia

- PUBLICIDADE -

Um dia após ser anunciado como vice na chapa presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), o general Hamilton Mourão já foi alvo de intenso criticismo por parte da grande mídia.

O bombardeio aconteceu após uma declaração feita na segunda-feira (6) durante um discurso na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul.

O general Hamilton Mourão declarou:

Essa herança do privilégio é uma herança ibérica. Temos uma certa herança da indolência, que vem da cultura indígena. Eu sou indígena, minha gente. Meu pai é amazonense. E a malandragem, Edson Rosa [vereador de Caxias do Sul], nada contra, mas a malandragem é oriunda do africano. Então, essa é o nosso cadinho cultural. Infelizmente, gostamos de mártires, líderes populistas e dos macunaímas.

O discurso do militar da reserva foi intensamente criticado por organizações esquerdistas e por jornalistas da grande mídia. Para acirrar ainda mais os ânimos, muitos veículos de imprensa substituíram a palavra “africano” por negros.

Uma equipe do Jornal Nacional da Rede Globo procurou o general Mourão. Ele afirmou que foi mal-entendido e que em momento algum fez referência a indígenas e africanos de forma pejorativa.

Ficou uma interpretação um tanto quanto distinta da ideia que quero passar quando eu toco nesse assunto. Eu lembro sempre nós, brasileiros, somos frutos da amálgama de três grupos: o branco europeu, o indígena que já havia aqui na nossa América e mais dos negros que vieram da África na tristeza que foi a escravidão. Ainda existe uma questão de muita gente que gosta de privilégios, aliás, privilégio só não gosta quem não tem. Essa questão da malandragem muitas vezes se fala que determinados habitantes de alguns estados do país são malandros. E a questão do cara que gosta de chegar mais tarde, gosta de chegar atrasado. Então é um cadinho da nossa cultura. Em nenhum momento eu quis estigmatizar qualquer um dos grupos até porque somos um amálgama de raças. Não tenho nenhum traço, vamos dizer assim, de branco europeu para querer estigmatizar alguém.

 

Adaptado da fonte G1
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -