George Soros quer novo referendo sobre o Brexit no Reino Unido

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O bilionário húngaro-americano George Soros afirmou nesta terça-feira (29) que promoverá uma campanha em favor de um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

Em um comportamento típico da esquerda mundial, o globalista George Soros quer ignorar a decisão do povo britânico e manter a Inglaterra na União Europeia.

O grupo “Best for Britain”, que ele ajuda a financiar, apresentará um manifesto em defesa de uma nova votação dentro de um ano, disse o globalista na reunião anual em Paris do Conselho Europeu de Relações Internacionais.

O multimilionário, de 87 anos, argumentou nesse fórum de reflexão também patrocinado por ele que o “Brexit” é um processo com impacto negativo nas duas partes e que, se seguir adiante, “o divórcio demorará provavelmente cinco anos, uma eternidade na política”.

De acordo com informações da agência EFE:

“O argumento econômico para seguir sendo membro da UE permanece forte, mas levará um tempo para surtir efeito”, disse Soros em declarações veiculadas pelo jornal “L’Express”.

Para o magnata, a UE deve se transformar para não sucumbir à “crise existencial” que atravessa, na qual “tudo que podia dar errado, deu errado”.

Soros admitiu que cabe à população britânica decidir o que fazer, mas reiterou que o “Best for Britain” defende salvar o país do “imenso” prejuízo que será causado pela saída da UE, que deve ser consumada no fim de março de 2019.

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações