Português   English   Español

Apoie o jornalismo independente!

Geórgia proíbe aborto após primeiros batimentos cardíacos do feto

Geórgia proíbe aborto após primeiros batimentos cardíacos do feto
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A legislação aprovada recentemente no estado norte-americano é uma das mais restritivas do país e entra em vigor em 2020.


O governador do estado da Geórgia, Brian Kemp, sancionou na última terça-feira (7) a legislação que proíbe o aborto voluntário a partir da detecção dos primeiros batimentos cardíacos do feto – o que normalmente acontece na 6ª semana de gestação.

Antes da sanção do governador, a medida foi aprovada na Câmara estadual com 92 votos – somente 1 a mais do que o necessário.

Membro do Partido Republicano, Brian Kemp declarou:

“A lei assegura que todos os georgianos tenham a oportunidade de viver, crescer, aprender e prosperar em nosso grande estado.”

E, segundo o G1, acrescentou:

“Nós não vamos voltar atrás. Vamos sempre continuar lutando pela vida.”

A nova lei estabelece exceções para gravidez resultante de estupro, incesto e para salvar a vida da mãe.

Grávidas de bebês com poucas chances de sobrevivência devido a problemas de saúde também poderão abortar.

O texto entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2020.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on reddit
Share on linkedin
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...