Geraldo Alckmin quer distância de Aécio Neves

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Candidato do PSDB participou de entrevista à rádio CBN nesta terça-feira (4) e voltou a falar sobre alianças e corrupção.

O candidato tucano Geraldo Alckmin defendeu novamente a aliança com partidos do Centrão nesta terça-feira (4), afirmando que eles são necessários para aprovar as reformas de que o Brasil precisa.

Em entrevista à rádio CBN, o tucano disse ainda que pode cortar até dez dos 28 ministérios da Esplanada, se defendeu em relação às críticas de que o estado de São Paulo, que governou nos últimos anos, perdeu a liderança do exame do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) nos três ciclos, e afirmou que não fará campanha com Aécio Neves (PSDB-MG).

“A aliança (com o Centrão) é necessária. O Brasil não vai mudar no grito ou na bala, mas com reformas constitucionais, que precisam de três quintos do Congresso”, disse Alckmin, fazendo referência à peça publicitária de sua coligação que mira o candidato Jair Bolsonaro (PSL), o principal adversário do PSDB no primeiro turno.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações