Gil cancela show em Israel após violência nos protestos do Hamas

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A grande mídia e a maior parte da elite artística brasileira não escondem o ódio que sentem por Israel, mesmo que isso signifique ficar ao lado da narrativa propagada pelo grupo terrorista Hamas.

O cantor e compositor Gilberto Gil cancelou o show que faria em Israel no dia 4 de julho utilizando as mortes nos protestos na Faixa de Gaza como argumento, informa o jornalista Ancelmo Gois em sua coluna no jornal O Globo.

Aparentemente, mesmo após o Hamas confirmar que a maior parte dos mortos em Gaza nos confrontos com tropas de Israel no dia da mudança da embaixada norte-americana para Jerusalém era membros do grupo terrorista, a elite artística brasileira continua propagando a narrativa fantasiosa de que o Estado judeu está praticando uma matança na região.

Em 2015, Gil e Caetano foram criticados pelo ex-líder do Pink Floyd e ativista de esquerda, Roger Waters, por irem se apresentar em Israel. Naquela oportunidade, os brasileiros fizeram o show, mas aproveitaram a oportunidade para criticar a ocupação dos territórios palestinos.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as últimas notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque