- PUBLICIDADE -

Gilmar acusa chanceler do Brasil de ‘fake news’ sobre pandemia

Foto: Reprodução/Twitter

Araújo e Gilmar teceram comentários em inglês sobre a pandemia de coronavírus no Brasil.

- PUBLICIDADE -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, bateram boca na rede social Twitter sobre responsabilidade nas ações de combate à pandemia de coronavírus.

Araújo publicou, na última quarta-feira (10), uma mensagem em inglês em que critica reportagem do canal de TV norte-americano CNN sobre a crise sanitária no país.

O chanceler comentou:

“Depois de decisão da Suprema Corte de abril de 2020, governadores – não o presidente – têm, na prática, toda a autoridade para estabelecer e administrar todas as medidas de distanciamento social.”

Pela mesma rede social e também em inglês, o ministro Gilmar Mendes respondeu a Araújo.

Gilmar disse que a afirmação feita pelo chefe do Itamaraty sobre a decisão do STF era uma “fake news”:

“FAKE NEWS! Aqui está o fato real: a Suprema Corte brasileira decidiu que as administrações federal, estaduais e municipais têm a autoridade para adotar medidas de distanciamento social. Todos os níveis de governo são responsáveis pelo desastre que estamos enfrentando.”

Nesta quinta, Araújo respondeu ao ministro do STF:

“Leia de novo, por favor. Eu disse ‘depois da decisão da Suprema Corte’ ou seja ‘como consequência dela’, não ‘como literalmente declarado’. E eu disse ‘na prática’, indicando o efeito real da decisão. Na prática, governadores têm adotado todas as medidas que quiseram e o governo federal paga a conta.”

Gilmar Mendes informou ao portal G1 que não vai comentar a resposta de Araújo.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -