Gilmar Mendes critica ‘canonização’ da operação Lava Jato

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ministro do STF, Gilmar Mendes, criticou entendimento de que decisão contrária às determinações de Sérgio Moro seja vista como ‘antipatriótica’.

Para Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), a operação Lava Jato é tratada de forma desequilibrada pela sociedade e pela imprensa brasileira.

O juiz do STF criticou, em um evento jurídico em Londres, o que chama de “canonização” da investigação.

O ministro criticou também a crença de que a operação é infalível e afirmou:

Em um momento houve a canonização da Lava Jato. Então, qualquer decisão contra a ação do (juiz Sérgio) Moro era considerada antirrepublicana, antipatriótica ou ‘antiqualquercoisa’. A Lava Jato começou a pensar que era uma entidade, quis legislar, mudar habeas corpus e outras coisas. Depois se viu que eles eram suscetíveis a problemas sérios e que a corrupção estava ali perto, como o caso (do ex-procurador Marcello) Miller.

 

Com informações do IG

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.