Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Gilmar Mendes diz que membros da Lava Jato cometeram crimes

Gilmar Mendes diz que membros da Lava Jato cometeram crimes
COMPARTILHE

Para o ministro do STF, integrantes da Lava Jato foram crápulas, cometeram crimes e devem sair de cena.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, voltou a criticar duramente a cúpula da Operação Lava Jato.

Em entrevista recente, Gilmar afirmou que o STF não pode se curvar à popularidade do ministro da Justiça, Sergio Moro, e que membros da Lava Jato deveriam assumir que foram “crápulas”, confessar seus crimes e sair de cena.

Para ele, as mensagens hackeadas divulgas pelo site panfletário Intercept desnudam um “jogo de promiscuidade” no seio da operação.

“Simplesmente dizer: nós erramos, fomos de fato crápulas, cometemos crimes. Queríamos combater o crime, mas cometemos erros crassos, graves, violamos o Estado de Direito”, afirmou o ministro.

Na entrevista, Gilmar defende ainda o encerramento do “ciclo de falsos heróis”, em alusão a Moro e ao procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da em Curitiba.

Gilmar acrescentou que o STF e o Congresso foram vilipendiados pela Lava Jato e pela mídia.

“Esse fenômeno de violação institucional não teria ocorrido de forma sistêmica não fosse o apoio da mídia. Portanto, são coautores dos malfeitos”, complementou o ministro, segundo o site Congresso em Foco.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários