- PUBLICIDADE -

Gilmar Mendes liberta três investigados da Lava Jato do Rio

- PUBLICIDADE -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu liberdade a três investigados pela Operação Ressonância, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro.

As decisões beneficiam Daurio Speranzini Junior, executivo da GE e ex-executivo da Philips; Miguel Iskin, da Oscar Iskin; e Gustavo Stellita, sócio de Iskin em outras empresas. Eles foram presos em julho.

Eles estão na lista de 23 pessoas denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) em decorrência das Operações Fatura Exposta e Ressonância.

Pela decisão de Gilmar, eles deverão cumprir medidas restritivas de não manter contato com os demais investigados e deixar o país, com a entrega do passaporte em até 48 horas.

 

Com informações do G1
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -