Gilmar Mendes manda soltar mais um investigado na Lava Jato

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Em menos de um mês, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) libertou 20 pessoas detidas na Operação Lava Jato do Rio de Janeiro.

O ministro do STF, Gilmar Mendes, determinou nesta terça-feira (5) a libertação do engenheiro Antônio Albernaz Cordeiro, preso há um mês na Operação Câmbio, Desligo, derivada da Lava Jato.

A prisão foi determinada pelo juiz da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, alvo de constantes críticas do ministro.

De acordo com informações do jornal O Globo:

Desde o dia 15 de maio, o ministro já soltou 20 pessoas presas por determinação do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio, responsável pela Lava-Jato, incluindo Milton Lyra, apontado como operador do PMDB, e Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ.

Gilmar Mendes determinou que o investigado seja proibido de manter contato com os outros investigados. Ele também não poderá deixar o país e deverá entregar o passaporte para a justiça em 48 horas.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.