Gilmar não quer ser criticado por magistrados da Lava Jato

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, apontou abuso de autoridade na transferência de Sérgio Cabral para Curitiba.

O ministro do STF também defendeu a responsabilização dos agentes que colocaram algemas nos pulsos e grilhões nos pés do ex-governador do Rio de Janeiro.

Relator do inquérito aberto na Segunda Turma para apurar irregularidades no caso, Gilmar voltou a criticar juízes e procuradores da Lava Jato e cobrou reação do STF contra eventuais abusos.

‘A toda hora temos procurador no Twitter atacando esta corte, desqualificando magistrados, mas nenhuma providência se toma, criticando decisões do STF. Eles (…) são partes interessadas. É preciso que nós respondamos. Evitando que em pouco tempo tenhamos tortura em praça pública. Caminha-se para isso’, declarou o ministro.

 

Com informações de O Antagonista

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações