PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Gilmar quer tirar Lula da prisão até julgamento da suspeição de Moro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Gilmar se manifestou para que Lula fique em liberdade até que seja julgada suspeição de Moro no caso triplex.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, defendeu, nesta terça-feira (25), a possibilidade de o ex-presidente Lula da Silva sair da prisão e aguardar em liberdade até a conclusão do julgamento do processo em que o petista acusa o ex-juiz federal Sergio Moro de condená-lo com parcialidade no caso do tríplex do Guarujá.

Ou seja: mesmo sem devolver a vista do caso da parcialidade de Moro, Gilmar propôs que Lula aguardasse em liberdade até a Segunda Turma julgar definitivamente a questão, informa o jornal Estadão.

Em discurso durante a sessão, Gilmar declarou:

“Diante das razões que eu expus, e do congestionamento da pauta, havia indicado o adiamento. Tem razão o nobre advogado (de Lula) quando alega o alongamento desse período de prisão diante da sentença e condenação confirmada em segundo grau. Como temos toda a ordem de trabalho organizada, o que eu proponho é de fato conceder uma medida para que o paciente aguardasse em liberdade a nossa deliberação completa. Encaminharia nesse sentido, se a o colegiado assim entendesse.”

A Segunda Turma do STF voltou atrás na decisão, tomada na segunda-feira (24), de adiar o julgamento do pedido de suspeição de Moro.

O julgamento começou em dezembro, com os votos de Edson Fachin Cármen Lúcia. Eles foram contrários a declarar a suspeição de Moro.

A 2ª Turma é composta por mais três ministros, que ainda não votaram: Ricardo LewandowskiGilmar Mendes Celso de Mello.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.