Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Gleisi pede prisão da juíza que negou a soltura imediata de Lula

Gleisi pede prisão da juíza que negou a soltura imediata de Lula
COMPARTILHE

Enquanto celebra a liminar que pode colocar na rua milhares de criminosos, a petista Gleisi Hoffmann defende a prisão da juíza Carolina Lebbos por não soltar Lula imediatamente.

Em decisão na noite desta quarta-feira (19), a magistrada Carolina Lebbos negou a soltura imediata de Lula e registrou que vai esperar a publicação oficial da liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ela também deu dois dias para o Ministério Público Federal (STF) se manifestar “em homenagem ao contraditório”, conforme noticiou a Renova.

As ações da magistrada deixaram algumas lideranças petistas indignadas. 

Em mensagem no Twitter, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, disse que a decisão de Lebbos é uma afronta à Suprema Corte:

O futuro ex-senador petista, Lindbergh Farias, também partiu para o ataque contra a magistrada da Justiça do Paraná.

O deputado Paulo Pimenta, do PT, também não poupou críticas à Carolina Lebbos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários