Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Globo diz que doença do pai de Meghan é um “gesto feminista”

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

O pai de Meghan Markle não poderá entregar a filha ao príncipe Harry amanhã (19) durante o casamento real porque está doente nos Estados Unidos.

Depois de muitos rumores, Thomas Markle, de 73 anos, não tem condições de participar do casamento real na Inglaterra neste sábado.

O pai da futura princesa Meghan terá que passar por um procedimento cirúrgico no coração, segundo o site TMZ.

Thomas confirmou que foi hospitalizado após sofrer um infarto na semana passada, mas disse que esperava ter alta. Caso o médico liberasse, ele voaria para Windsor para acompanhar a filha no altar.

O próprio jornal O Globo confirmou a informação e publicou a matéria sobre o assunto na quarta-feira (16).

No entanto, dois dias depois de publicar a informação, o mesmo jornal surge com uma narrativa totalmente diferente. Meghan vai entrar sozinha na igreja em um “gesto feminista”.

Segundo a matéria:

Conhecida por seu ativismo feminista, a atriz americana Meghan Markle, que se casará com o príncipe Harry neste sábado e fará parte da família real britânica, não deixará de fora da cerimônia sua posição afirmativa com relação aos direitos das mulheres.

Depois de dúvidas com relação a quem a levaria até o altar — uma vez que seu pai confirmou a ausência no casamento — e a posterior decisão de que o príncipe Charles será responsável por essa tradição, a Coroa anunciou que a noiva entrará sozinha na igreja e fará parte do caminho até o altar da Capela de São Jorge sem acompanhante, o que jamais aconteceu.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram