Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Globo tem acesso a dados sigilosos do caso Flávio, diz Bolsonaro

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Imagem: Marcos Corrêa/Presidência e TV Globo/Divulgação
COMPARTILHE

Presidente deu a declaração ao ser questionado sobre operação do MP-RJ mirando ex-assessores de Flávio Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta sexta-feira (20), que teve informações de que a emissora Rede Globo estava preparada para colocar no ar diálogos entre “bandidos” citando o seu nome.

Em conversa com jornalistas na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, Bolsonaro declarou:

“Tinham acertado, não posso provar, não posso comprovar. Levantamos, corri atrás, sistema de informações, gente que eu conheço também. Estavam acertados diálogos entre bandido no Rio de Janeiro citando o meu nome. Ele vinha aqui buscar dinheiro, agora não vem mais. Esses são os diálogos, que iam ser colocados na Globo à noite, com exclusividade. Como é que eu ia me justificar? Conseguimos descobrir isso aí.”

Bolsonaro acrescentou que Eduardo Gussem, procurador-geral do Rio de Janeiro, passou informações sigilosas das investigações sobre Flávio para o “chefe da reportagem da Globo”:

“TV Globo [tem] linha direta com o Ministério Público do Rio de Janeiro. Tem uma fotografia do senhor [Eduardo] Gussem, do MP do Rio, conversando com o chefe da equipe de reportagem da Globo. E depois ele falou, porque teve testemunhas, que estava tratando do caso Flávio.”

Em nota divulgada no portal G1, a TV Globo rebateu as declarações de Bolsonaro:

“Sobre as declarações do Presidente Jair Bolsonaro sobre a Globo, a emissora divulgou a seguinte nota:

Diferentemente do que afirma o presidente Jair Bolsonaro, a Globo não teve acesso a diálogos de bandido citando o seu nome. O mesmo boato foi divulgado na semana passada por apoiadores do presidente e replicado por seu filho Carlos Bolsonaro em uma rede social. Desde então, a Globo tenta confirmar a existência desses áudios, sem sucesso. Como o presidente hoje diz que essa informação foi levada a ele por serviços de informação e por pessoas que ele conhece, a Globo continuará a tentar confirmar se tais diálogos de fato existem.

A Globo se orgulha de dar notícias em primeira mão, mas, infelizmente, não foi esse o caso na divulgação do relatório do MP sobre as investigações sobre o senador Flavio Bolsonaro. O relatório foi divulgado por diversos órgãos de imprensa, antes do Jornal Nacional. Por último, já foi mais do que esclarecido que nada houve de irregular no encontro público entre o repórter Otávio Guedes (que não é chefe de reportagem como afirma o presidente) e o procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, José Eduardo Gussem, em janeiro último. Em abril, a corregedoria geral do Ministério Público arquivou representação do PSL contra Gussem, acusado de vazar provas ao jornalista. A Corregedoria disse que não existia qualquer elemento que apontasse para materialidade de indício de ilícito disciplinar por parte do procurador.”

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.