Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Golpistas usam nomes da família Bolsonaro em fraudes no Chile

Golpistas usam nomes da família Bolsonaro em fraudes no Chile
COMPARTILHE

No Chile, as penas para o crime de fraude em cartão de crédito vão de 541 dias até cinco anos de prisão.

A rede de lojas Falabella, gigante do setor de varejo no Chile, denunciou 26 pessoas por utilizar cartões de crédito do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e de seus filhos para compras ilegais. 

De acordo com a denúncia, funcionários da empresa teriam utilizado dados de cartões de crédito para fazer compras ilegais no próprio site da Falabella.

As fraudes tiveram início a partir do dia 1º de junho. Um inquérito sobre o caso foi aberto em uma Promotoria da zona metropolitana da capital Santiago.

“Os denunciados seriam empregados ou membros de marcas vinculadas à Fabella”, informou a Promotoria Central Norte ao jornal Estadão

“Abrimos uma investigação pelo delito de uso fraudulento de cartão de crédito, contra 26 pessoas imputadas por utilizar os cartões bancários do presidente Bolsonaro e seus filhos”, acrescentou.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários