Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Golpistas usam nomes da família Bolsonaro em fraudes no Chile

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Golpistas usam nomes da família Bolsonaro em fraudes no Chile
COMPARTILHE

No Chile, as penas para o crime de fraude em cartão de crédito vão de 541 dias até cinco anos de prisão.

A rede de lojas Falabella, gigante do setor de varejo no Chile, denunciou 26 pessoas por utilizar cartões de crédito do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e de seus filhos para compras ilegais. 

De acordo com a denúncia, funcionários da empresa teriam utilizado dados de cartões de crédito para fazer compras ilegais no próprio site da Falabella.

As fraudes tiveram início a partir do dia 1º de junho. Um inquérito sobre o caso foi aberto em uma Promotoria da zona metropolitana da capital Santiago.

“Os denunciados seriam empregados ou membros de marcas vinculadas à Fabella”, informou a Promotoria Central Norte ao jornal Estadão

“Abrimos uma investigação pelo delito de uso fraudulento de cartão de crédito, contra 26 pessoas imputadas por utilizar os cartões bancários do presidente Bolsonaro e seus filhos”, acrescentou.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.