Português   English   Español

Governador da Tanzânia anuncia campanha de denúncias contra gays

Governador da Tanzânia anuncia campanha para denunciar homossexuais

A homossexualidade é um crime na Tanzânia, com pena mínima de 30 anos e que pode ser punido até com prisão perpétua.

O governador da província de Dar es Salaam na Tanzânia lançou uma campanha anti-gay e pediu aos moradores que denunciem os homossexuais, além de prometer detenções.

Paul Makonda falou nesta segunda-feira (29) sobre a nova política.

Tenho informações sobre a presença de muitos homossexuais em nossa província. Estes homossexuais se vangloriam nas redes sociais. A partir de hoje (segunda-feira) e até domingo, apresentem seus nomes.

O governador, cristão, considera que a homossexualidade destrói os valores morais dos tanzanianos e de das duas religiões presentes no país, a cristã e muçulmana.

“Minha equipe ad hoc começará a prendê-los na próxima segunda-feira”, prometeu.

Paul é membro do partido que governa o país, Chama cha Mapinduzi (CCM) e mantém proximidade com o discurso do presidente John Magufuli, também conhecido por sua hostilidade em relação aos homossexuais.

 

Adaptado da fonte Correio Braziliense
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...