Governador democrata de Nova York assediou 11 mulheres

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O anúncio foi feito pela procuradora-geral de Nova York, Letitia James.

O governador de Nova York, o democrata Andrew Cuomo, “assediou sexualmente” onze funcionárias e ex-funcionárias do governo estadual.

O anúncio foi feito pela procuradora-geral de Nova York, Letitia James, nesta terça-feira (3), após uma investigação de quase cinco meses.

Advogados independentes entrevistaram 179 pessoas. Após as conversas, eles concluíram que havia um “ambiente de trabalho hostil” dentro do gabinete de Cuomo, que era “repleto de medo e intimidação”.

Em entrevista coletiva, James declarou:

“Essas entrevistas e evidências revelaram um quadro profundamente perturbador, mas claro: o governador Cuomo assediou sexualmente funcionárias e ex-funcionárias estaduais, violando leis federais e estaduais.”

No começo deste ano, várias queixas sobre assédio no ambiente de trabalho começaram a ser apresentadas contra Cuomo.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.