Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Governador do Ceará defende ataque de Cid Gomes

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Governador do Ceará defende ataque de Cid Gomes
Imagem: Jarbas Oliveira / Agência O Globo

“É uma atitude de indignação, de quem vê a sua cidade sendo sitiada”, diz governador petista.

Camilo Santana, governador do Ceará pelo Partido dos Trabalhadores (PT), criticou, nesta segunda-feira (2), a “partidarização da polícia”.

Em sua primeira entrevista após o fim do motim policial, Santana declarou:

“Misturou-se política partidária com polícia. Todas as lideranças desse movimento têm mandato, são filiados a partido. Isso é grave. Esse é um debate que precisa ser feito em nível nacional, porque isso não ocorre só no Ceará.”

O petista também defendeu a postura do senador licenciado Cid Gomes, que usou uma retroescavadeira para atacar militares amotinados em um quartel na cidade de Sobral:

“É uma atitude de indignação, de quem vê a sua cidade sendo sitiada, policiais mascarados mandando fechar o comércio da sua cidade. Isso causa indignação em qualquer um de nós.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email