Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Governador do Ceará descarta anistia a militares amotinados

Governador do Ceará descarta anistia a militares amotinados
Imagem: Reprodução/Twitter
COMPARTILHE

Um grupo de cinco senadores está no Ceará para tentar resolver o impasse entre Executivo e policiais militares.

Camilo Santana (PT), governador do Ceará, avisou que não concederá nenhum tipo de anistia administrativa para os militares envolvidos em atos de vandalismo e insubordinação.

“Anistia para quem fizer motim na polícia é inegociável”, declarou o governador. 

De acordo com nota oficial do governo, todos os investigados no motim sofrerão punições previstas em lei. 

Os militares que abandonarem o serviço sofrerão as mesmas sanções, segundo alerta da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará.

Flávio Sabino, cabo da Polícia Militar e ex-deputado federal, afirmou que a categoria está mais forte.

“A verdade é que o governador está irredutível e não quer terminar com a tensão no Ceará. Ele não cede e não quer a anistia administrativa, comum em qualquer movimento grevista”, disse Sabino, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE