- PUBLICIDADE -

Governador do Rio de Janeiro compara milícia à máfia

Governador do Rio de Janeiro compara milícia à máfia
- PUBLICIDADE -

De acordo com Witzel, não há bandidos de estimação, independentemente se usa farda ou distintivo.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, comparou as milícias com as máfias, e exortou os criminosos a se entregarem e fazerem delações premiadas.

Durante a entrega de viaturas e equipamentos para o Corpo de Bombeiros, nesta terça-feira (28), Witzel fez um balanço dos primeiros meses de seu governo na área de segurança.

O governador fluminense disse que está lutando contra duas vertentes do crime organizado. Uma é o tráfico de drogas, classificado por ele como narcoterrorista. A outra é a milícia, comparada à máfia.

Witzel declarou:

“É a máfia das milícias. Por que eu estou dizendo máfia? Porque eles agem exatamente como agem os mafiosos, como agiram em Chicago. A máfia age no subterrâneo, não age de forma explícita. E isso depende de investigação.”

E, segundo a agência EBC, acrescentou:

“Veja e faça um balanço de quantas investigações já deram resultado e quantos já foram presos. Quem não está sendo preso, está se entregando. Porque a vida desse sujeito está virando um inferno. É melhor se entregar e viver na cadeia, do que ficar se escondendo. Porque nós não vamos dar trégua aos mafiosos da milícia.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -