- PUBLICIDADE -

Governadores afrontam democracia ao desobedecer decreto, diz Bolsonaro

Bolsonaro confirma 36 vetos ao projeto de Abuso de Autoridade
Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil
- PUBLICIDADE -

Bolsonaro enfatizou que “afrontar o Estado Democrático de Direito é o pior caminho” porque “aflora o indesejável autoritarismo”.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, elevou o tom, nesta terça-feira (12), contra mais uma atitude desafiadora de governadores em meio à pandemia de coronavírus.

Bolsonaro afirmou que os governadores estariam afrontando a democracia ao não obedeceram a classificação de academias, barbearias e salões de beleza como serviços essenciais.

De acordo com decreto assinado por Bolsonaro, os serviços poderiam seguir funcionando mesmo durante as medidas de isolamento social.

Em mensagem nas redes sociais, o chefe do Executivo declarou:

“- Alguns governadores se manifestaram publicamente que não cumprirão nosso Decreto n°10.344/2020, que inclui no rol de atividades essenciais as academias, as barbearias e os salões de beleza.

– Os governadores que não concordam com o Decreto podem ajuizar ações na justiça ou, via congressista, entrar com Projeto de Decreto Legislativo.

– O afrontar o estado democrático de direito é o pior caminho, aflora o indesejável autoritarismo no Brasil.

– Nossa intenção é atender milhões de profissionais, a maioria humildes, que desejam voltar ao trabalho e levar saúde e renda à população.”

Como noticiou a RENOVA, governadores de pelo menos sete Estados afirmaram que manterão os serviços fechados mesmo depois do decreto.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -