PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Governadores do Nordeste reagem a áudio de Bolsonaro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Governadores do Nordeste divulgaram uma carta em que cobram explicações do presidente.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou de um café da manhã com jornalistas da imprensa estrangeira no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta sexta-feira (19).

Durante uma conversa informal com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, assim que se sentou na mesa para dar início ao evento, Bolsonaro disse que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara”.

A conversa foi registrada pela TV Brasil e viralizou nas redes sociais à tarde. Confira o vídeo.

“Neste vídeo, ouvi mais claramente o que disse o presidente da República. Parece chamar todos os nordestinos de “paraíba” e me ameaça, com estranha raiva”, rebateu o governador do Maranhão, Flávio Dino, membro do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), em mensagem na rede social Twitter.

O uso de um termo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram “espanto e profunda indignação”.

Em resposta, segundo o site G1, governadores do Nordeste divulgaram uma carta em que cobram explicações do presidente.

Eles afirmaram ter recebido “com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional”.

O comunicado conclui: “Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.