Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Governadores vão ignorar decreto de Bolsonaro sobre salões e academias

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Governadores vão ignorar decreto de Bolsonaro sobre salões e academias
COMPARTILHE

Como era de se esperar, governadores não estão dispostos a aceitar decreto recente de Bolsonaro.

Alguns governadores disseram, ainda na noite desta segunda-feira (11), que vão ignorar o decreto do presidente da República, Jair Bolsonaro, classificando academias, barbearias e salões de beleza como serviços essenciais.

Camilo Santana, do Ceará, publicou em suas redes sociais:

“Apesar do presidente baixar decreto considerando salões de beleza, barbearias e academias de ginástica como serviços essenciais, esse ato em NADA altera o atual decreto em vigor no Ceará, e devem permanecer fechados.”

Flávio Dino, do Maranhão, disse que “nada muda até o dia 20”:

“Bolsonaro deveria estar preocupado com a atividade realmente essencial que cabe a ele cuidar, a de presidente da República, e passar a exercê-la com seriedade.”

Os governadores Hélder Barbalho, do Pará, e Renato Casagrande, do Espírito Santo, também disseram que vão ignorar o decreto de Bolsonaro.

João Doria, de São Paulo, afirmou que vai avaliar e deve anunciar sua decisão nesta terça-feira (12).

No Rio de Janeiro, a assessoria do governador Wilson Witzel informou que o estado crê que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) dando autonomia para governadores legislarem sobre o tema dá segurança para a manutenção das restrições, destaca a coluna Painel.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.