PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Governadores vão ignorar decreto de Bolsonaro sobre salões e academias

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Como era de se esperar, governadores não estão dispostos a aceitar decreto recente de Bolsonaro.

Alguns governadores disseram, ainda na noite desta segunda-feira (11), que vão ignorar o decreto do presidente da República, Jair Bolsonaro, classificando academias, barbearias e salões de beleza como serviços essenciais.

Camilo Santana, do Ceará, publicou em suas redes sociais:

“Apesar do presidente baixar decreto considerando salões de beleza, barbearias e academias de ginástica como serviços essenciais, esse ato em NADA altera o atual decreto em vigor no Ceará, e devem permanecer fechados.”

Flávio Dino, do Maranhão, disse que “nada muda até o dia 20”:

“Bolsonaro deveria estar preocupado com a atividade realmente essencial que cabe a ele cuidar, a de presidente da República, e passar a exercê-la com seriedade.”

Os governadores Hélder Barbalho, do Pará, e Renato Casagrande, do Espírito Santo, também disseram que vão ignorar o decreto de Bolsonaro.

João Doria, de São Paulo, afirmou que vai avaliar e deve anunciar sua decisão nesta terça-feira (12).

No Rio de Janeiro, a assessoria do governador Wilson Witzel informou que o estado crê que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) dando autonomia para governadores legislarem sobre o tema dá segurança para a manutenção das restrições, destaca a coluna Painel.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.