Governo admite que alguns caminhoneiros tentam retomar greve

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ministro da secretaria de governo, Carlos Marun, afirmou neste sábado (2) que “radicais” tentam organizar uma retomada da greve dos caminhoneiros pelo WhatsApp.

O ministro garantiu que o movimento é pontual, está sendo monitorado pelo governo e não deve prosperar.

Para tentar ressuscitar o os atos, grupo liderado pelo caminhoneiro autônomo Wallace Landim, o “Chorão”, tenta reunir manifestantes em Brasília, segundo a Folha de S. Paulo.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

Para evitar a retomada do movimento dos caminhoneiros, o Planalto atua em três frentes: a comunicação, a mobilização de forças de segurança e a fiscalização sobre os postos de combustíveis para que reduzam efetivamente o preço do litro do diesel em R$ 0,46, como já vem sendo feito pelas refinarias da Petrobras.

Dentro da estratégia de comunicação, o governo produziu vídeos para redes sociais em que nega a notícia de que haverá nova paralisação dos caminhoneiros nos próximos dias. O material diz que “caminhoneiros de verdade” voltaram ao trabalho com o acordo fechado com o governo e que a suposta mobilização é organizada por radicais que “tentam botar medo nas pessoas espalhando mentiras por aí”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.