Governo admite que alguns caminhoneiros tentam retomar greve

O ministro da secretaria de governo, Carlos Marun, afirmou neste sábado (2) que “radicais” tentam organizar uma retomada da greve dos caminhoneiros pelo WhatsApp.

O ministro garantiu que o movimento é pontual, está sendo monitorado pelo governo e não deve prosperar.

Para tentar ressuscitar o os atos, grupo liderado pelo caminhoneiro autônomo Wallace Landim, o “Chorão”, tenta reunir manifestantes em Brasília, segundo a Folha de S. Paulo.

De acordo com informações da Gazeta do Povo:

Para evitar a retomada do movimento dos caminhoneiros, o Planalto atua em três frentes: a comunicação, a mobilização de forças de segurança e a fiscalização sobre os postos de combustíveis para que reduzam efetivamente o preço do litro do diesel em R$ 0,46, como já vem sendo feito pelas refinarias da Petrobras.

Dentro da estratégia de comunicação, o governo produziu vídeos para redes sociais em que nega a notícia de que haverá nova paralisação dos caminhoneiros nos próximos dias. O material diz que “caminhoneiros de verdade” voltaram ao trabalho com o acordo fechado com o governo e que a suposta mobilização é organizada por radicais que “tentam botar medo nas pessoas espalhando mentiras por aí”.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia