PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Governo Bolsonaro também vai zerar patrocínios culturais do BNDES

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Dias atrás, Bolsonaro disse que financiamento das atividades culturais “não deve estar a cargo de uma petrolífera estatal”, em referência à Petrobras.

O governo Jair Bolsonaro definiu que a Petrobras não será a única a zerar recursos de patrocínios culturais. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fará o mesmo.

Entre os que integram o time do ministro da Economia, Paulo Guedes, existe um consenso de que não há razão para esse tipo de marketing, visto que nenhum dos dois visa, como alvo, o consumidor popular.

A intenção é usar essa verba para financiar ciência e tecnologia estruturante de novas gerações, segundo o Estadão.

No que se refere a patrocínios de Banco do Brasil e Caixa, estão em curso cortes e enxugamentos a serem introduzidos de maneira mais branda.

Na semana passada, o presidente da República criticou o financiamento da cultura no Brasil através de fundos da estatal Petrobras, conforme noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.