Governo conservador da Áustria acelera deportação de ilegais

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

As deportações de solicitantes de asilo e imigrantes ilegais aumentaram em 36% com o ministro do Interior do Partido da Liberdade (FPÖ), Herbert Kickl, em comparação com 2017.

Nos primeiros cinco meses de 2018, o Ministério do Interior da Áustria registrou um total de 2.926 deportações de imigrantes ilegais – um aumento de 450 em relação ao ano passado. Além disso, 2.114 migrantes deixaram o país por conta própria, segundo informações da Oe24.

O número de pedidos de asilo também caiu 40% desde o início de 2018.

Até agora, neste ano, 34 vôos foram fretados para deportações, juntamente com dois ônibus, com a maioria dos voos indo para o Kosovo e para a Nigéria.

O relatório surge depois que o ministro do Interior, Herbet Kickl, prometeu, em março, reformar o sistema de asilo austríaco após vários incidentes violentos no país, incluindo o esfaqueamento de uma família em Viena por um solicitante de asilo afegão.

O aumento das deportações é apenas mais uma ação de sucesso do governo conservador liderado pelo chanceler Sebastian Kurz, que tem sido claro sobre seu apoio à fronteiras europeias mais fortes e rejeição do sistema de redistribuição de migrantes da União Europeia.

Traduzido e adaptado de Breitbart

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.